Auto Análise

12/10/2020

​É muito importante que nós empreendedores, tenhamos uma postura diferenciada das demais pessoas, não em termos de pior ou melhor, porque não entraremos no mérito de julgamentos, mas precisamos ser mais organizados, determinados, encorajados entre outros adjetivos; mais do que a grande maioria das pessoas, até para que possamos superar os nossos concorrentes, já que quando somos funcionários registrados, temos algo mais seguro, como por exemplo a multa do FGTS, fundo de garantia e etc., e como empreendedores não temos de conviver com mais riscos.

Quando um empreendedor cai, o golpe costuma ser bem duro, afetando não só a parte financeira como também a emocional. Muitas pessoas quando caem no fracasso, entram facilmente em depressão, pois muitos lutam e se doam por completo pelo negócio e mesmo assim não conseguem superar os obstáculos do mercado​. Diante disso, vem uma série de sentimentos ruins que deixa sua recuperação muito mais difícil.

No Brasil, 4 em cada 5 empresas que abrem, fecham no prazo de 5 anos. O número de fracassos é muito alto. Pesquisas indicam que os que atingem o sucesso e a estabilidade financeira já caíram no fracasso em média 5 vezes antes do alcance do sucesso. Esses resultados indicam que o fracasso faz parte da existência humana, e o segredo é persistir.

Segue um relato da experiência própria do Alex (proprietário da Mailu): "Na minha cidade, tem um lago onde a prefeitura e patrocinadores incentivavam a canoagem entre os jovens, inclusive alguns foram campeões sul-americanos e participaram de mundiais, se tornando nomes importantes no esporte. Eu fui aprender a remar no grande lago junto com os atletas, chegando lá achei que iria entrar em um caiaque, e me colocaram quase que em uma canoa, eu queria remar de forma veloz como os atletas, mas sabia que com aquele caiaque gordo não iria conseguir. Na hora em que eu sentei no caiaque escola, mal conseguia me equilibrar, seria como se fosse uma bicicleta de rodinhas e ainda estava quase virando. Comecei a remar e fui me adaptando rapidamente ao barco, mas logo de cara já entendi a dificuldade. No final da aula, tentei remar um pouco mais rápido, me desequilibrei e virei na água. É uma coisa que só estando dentro de um caiaque para entender o equilíbrio até que ponto dá pra forçar. Cada um tem seu ritmo, acreditamos que no empreendedorismo, cada um precisa ir se adaptando às oscilações do ramo, e entender que pouco vai conseguir ir se planejando perante aos saldos das fábricas."

Caso você não seja uma pessoa organizada, vai ter que se dedicar pra ser, guardar o dinheiro da mercadoria, não misturar com as contas do dia a dia, para que quando surja alguma oportunidade, você tenha maior poder de compra, bem como tenha reserva de garantia.

Comece a analisar os seus defeitos, ou peça para que alguém diga a você, por mais que doa. Muitas vezes sabemos onde que erramos, mas se continuarmos errando, vamos entrar para a grande estatísticas de falências. Sabendo reconhecer nossos defeitos e fraquezas, podemos melhorá-los e fortalecê-los.

Analise também o seu estado de espírito... Parece banal, mas tem pessoas que tem uma tristeza interior, ansiedade, preguiça entre outros empecilhos que acabam nos prejudicando. Por favor, em caso de problemas, não culpe primeiramente os outros, faça uma autocrítica antes. O grande culpado das coisas que acontecem conosco, na maioria das vezes, somos nós mesmos.

Por experiência, sabemos que os vendedores que atingem menos resultados são os que mais reclamam, os que mais culpam os outros, os que são o centro do mundo e por fim tem menos humildade.

Conhecemos pessoas que tem dificuldade em falar a verdade. Caso uma sacoleira atrase a visita com o cliente, pode falar a verdade, que dormiu e perdeu a hora, pois quando você se alivia da mentira, seu cérebro estará 100% focado em vender e sua leitura corporal vai estar em pleno vapor e a seu favor, mas quando você mente, por mais que esteja acostumado, sua leitura corporal devido a sua consciência negada a verdade não vai ligar a chave da potência máxima.

Nossa comunicação se define em 93% na linguagem corporal e apenas 7% na linguagem verbal que são as palavras que agente utiliza. Nos 7 primeiros segundos de contato visual nosso cérebro já faz uma análise dos indivíduos e em 70% das vezes acertemos seu perfil somente com esse primeiro contato.

Precisamos estar 100% com astral lá em cima, pois que preço e qualidade são importantes, mas o atendimento é preferencial para 70% das pessoas e você não vai conseguir transmitir empatia necessária através da sua expressão corporal caso sua mente não esteja em ordem.

A mulher muitas vezes possui um sentido ainda mais apurado. Qualquer ponto negativo analisado pelo cliente de forma inconsciente tem a tendência de afastá-lo do vendedor por instinto. O cliente não vai ter culpa, é uma defesa.

Sendo assim, é importante que você faça sempre uma auto análise e retire da sua mente qualquer pensamento negativo que possa surgir ou que esteja te incomodando. Pensamento positivo sempre. Os grandes players de sucesso não pensaram de forma negativa durante a sua trajetória de sucesso. Normalmente eles já se sentem degustando o sucesso mesmo ainda não o tendo alcançado. Esse tipo de pensamento nos faz pensar duas vezes antes de desistir, ou de desacelerar.

Timidez é um fator importante que precisará ser vencido para quem pretende iniciar, enfrentar e trabalhar duro para os desafios que vamos ensinar nos próximos módulos vai te colocar com o pé no sucesso bem antes do que você imagina. Agora pense com todas essas vantagens de preço e qualidade, tem que saber divulgar e oferecer da melhor maneira e mesmo assim, não é garantia de sucesso. Em média 5% das pessoas atingem um nível bom de tranquilidade financeira, esse número é bem pequeno, mas você precisa ter a consciência de que poucas pessoas tem a força de vontade de seguir o caminho correto. Por isso essa auto análise vai te preparar para o que vem por aí.

Qualidades que devem ser desenvolvidas para que você tenha um negócio saudável e lucrativo:

Primeira qualidade é assumir a responsabilidade, tanto no lucro quanto no prejuízo. Muitas pessoas se vangloriam enquanto estão lucrando, mas põe a culpa em terceiros quando estão tendo prejuízos, isso faz com que agente não reconheça os próprios erros e não identifique rapidamente o que melhorar para estancar a sangria daquele problema. Entendemos que em muitos casos a culpa pelo fracasso realmente possa vir de fatores externos, mas se agente buscar assumir a responsabilidade, iremos prevenir melhor as armadilhas que podem surgir. Quando conseguimos reconhecer nossos erros e nossas limitações, conseguimos reconhecer os avanços diários que nos permitem chegar cada vez mais longe.

Uma qualidade que antecede todas as outras é a coragem. Sem a coragem de empreender ou de se superar e decidir a cada dia melhorar a si e o seu negócio para chegar ao sucesso, nada que virá depois fará sentido. Vamos imagina que apenas 1% da população tem sucesso. Quantas pessoas que você conhece tem a coragem de abrir um negócio, ou que tenha coragem de vender em porta em porta ou de adquirir um curso para por exemplo vender mais pela internet? São poucas. A grande maioria está entrando como empreendedor por necessidade ou por falta de opção, o que não quer dizer muita coisa em relação a concorrência, pois a coragem de aprimorar as outras qualidades para seguir se profissionalizando cada dia mais e se diferenciar dos outros é sim para poucos.

Determinação é uma qualidade muito importante que você precisa desenvolver, pois o empreendedorismo é uma constante vitória dia após dia. Muitas vezes cansa, dá vontade de desistir, outras vezes não percebemos a evolução dos negócios ou das vendas, até mesmo pode acontecer de cair os resultados, mas é bom saber que existe um ciclo no ano que tem sim muitos altos e baixos, independentemente da economia, então faz-se necessária a paciência. Você só vai conseguir comparar de verdade os resultados de ano em ano, aí você consegue ter um parâmetro de período por período.

Outra qualidade muito importante é o amor ao próximo. Toda empresa ou pessoa precisa sempre desenvolver esse lado humano, por mais que você conheças as técnicas de vendas, de divulgação ou qualquer outra habilidade que supere os concorrentes, você precisa amar o próximo. Quando se é sacoleiro, precisa-se ainda mais dessa qualidade, pois terá o contato direto com o cliente. É impressionante como a vontade de conversar e desejar o bem ao próximo de coração supera qualquer técnica de venda empregada. O dia que você tiver de mau humor, evite de vender ou falar com os seus funcionários, evite os seus clientes pois além de você não conseguir entregar o seu melhor, você vai afastá-los até inconscientemente. Quando você pensa no ser humano primeiramente, ao invés do dinheiro, os resultados vem muito mais rápido. Não devemos ter inveja dos nossos concorrentes. Busque sempre entregar o melhor de si e naturalmente as pessoas retribuirão esse carinho. Os seres humanos (e principalmente as mulheres) tem sexto sentido e sabem quando o vendedor tem boas intenções.

Uma última qualidade vai fechando esse ciclo, é a organização, principalmente financeira. Tanto na hora de vender aos clientes, quanto na hora de comprar com os seus fornecedores. É preciso sempre buscar a hora certa de comprar. Também é importante ter organização no caixa da empresa, sabendo diferenciar o que é da empresa o que é seu. Além disso, deve-se compreender que a maioria das empresas que fecham, é por falta de controle no caixa, sendo que muitas empresas fecham por não dar valor a pequenos valores. Controle de estoque entre outros detalhes também são relevantes. Não deixe passar nenhum centavo, pois lá no final do ano os pequenos valores fazem muita diferença. E cuidado com prazos de contas, pois juros altos vão desestabilizar seu caixa.